5 Erros que Muita Gente Comete ao Abrir um Pet Shop

5 Erros que Muita Gente Comete ao Abrir um Pet Shop

erros que muita gente comete ao abrir um pet shop

Hoje nós vamos iniciar uma série de artigos onde nós vamos dar alguns lampejos, são pequenas dicas para você que tá querendo montar um pet shop ou para você que já tem um pet shop e quer melhorar seus resultados, seu faturamento e lucratividade etc.

Hoje nós vamos falar de cinco erros básicos que muita gente comete na hora que vai montar um pet shop.

Mas antes eu quero contar pra vocês uma historinha que aconteceu há pouco tempo atrás e que ilustra um pouco daquilo que eu vou falar.

Eu tava andando, fazendo visitas a clientes há uns meses atrás numa grande cidade brasileira, num bairro bom de classe média, média alta numa rua super movimentada e de repente me deparei com uma loja nova que eu não tinha visto ainda.

Era uma loja com estacionamento, uma fachada super grande e que tinha um potencial (por conta da localização) enorme de ser um potencial cliente para os produtos que eu vendo.

Parei ali do lado do estacionamento e entrei na loja mas assim que eu tava entrando no estacionamento, eu para aquela loja e percebi que era um pet shop, tava escrito lá “Pet Shop” porém não tinha muito cara de pet shop,.

Parecia uma oficina mecânica, não parecia um pet shop não tinha cara, aquele jeitão de pet shop. Não falava a linguagem dos Pet Shops que a gente tá acostumado a ver por aí.

Mesmo assim eu entrei, a loja estava vazia e a minha impressão ruim continuou. Eu  vi que apesar de ser um bairro de classe média, média alta, as rações que estavam expostas ali eram tudo rações baratas. 

Se eu não me engano não tinha uma ração super premium e tinham pouquíssimas rações premium.

O problema é que…

os acessórios também não tinha muita qualidade, dava para perceber que eram acessórios simples e baratos e que não passava uma impressão muito boa. 

A loja também não tinha banho e tosa, então a impressão não foi boa  e a loja continuava vazia, somente eu na loja e a pessoa que parecia ser o dono veio até mim, me comprimentou, por sinal muito simpático e começamos a conversar. 

Apresentei meus produtos pra ele, falei um pouco do que eu fazia e me disse que a sua loja estava aberto a uns três ou quatro meses e contou que aquele ponto era onde funcionava uma antiga loja de carros, que inclusive era dele.

Ele começou a falar que com a crise no Brasil estava complicado vender carro, o faturamento diminuiu muito e analisou o mercado, viu que pet shop era um segmento que apesar da crise crescia e tinha uma certa afinidade. 

Ele me disse que sabia apenas que cachorro tem pelos, faz cocô e late, foi o que ele me contou.

Mesmo assim..

com a chegada da crise, fechou sua loja de carros e montou esse pet shop com cara e coragem.

Pelo que eu percebi ali, não estava dando muito certo e ele mesmo me relatou que o movimento não estava legal e que por conta disso já estava devendo.

Todo investimento que ele fez ainda não havia tido nenhum retorno e estava sem dinheiro para continuar investindo para continuar comprando rações mais adequadas para o seu público.

Não tinha condições de comprar produtos e materiais para montar um banho e tosa, enfim, ele estava numa situação muito complicada, um ciclo vicioso.

Ouvindo aquilo, falei: se o senhor não tiver capital para investir no seu negócio, dentro de 6 meses no máximo o teu negócio irá fechar”.

Além disso ele não tinha muito conhecimento do negócio. Não vendi pra ele, pois ele não conseguia porque estava com o nome sujo.

Nisso, o tempo passou, voltei àquela cidade e vi que a loja realmente tinha sido fechada e já estava com uma placa grande de aluga-se lá e infelizmente ele fechou.

Você deve estar se perguntando…

Tá, mas o que isso tem a ver?

Na verdade, podemos tirar uma lição em cima disso e é com base nessa historinha que vou listar aqui os 5 erros básicos que esse senhor cometeu ao abrir um pet shop

1 – Ele não Tinha Afinidade com o Negócio!

Pet Shop, o mercado pet no geral envolve uma emoção. As pessoa que gostam de cachorro, que tem cachorro, gato ou outros animais, têm esses animais como membro da família. 

Então se você não tem essa afinidade com cachorro, afinidade com animal, se você não gosta de cocô, xixi ou de ter que levar para veterinário ou de levar para o banho e tosa toda semana, se você não quer ter esse problema na sua vida de ter que deixar seu cachorro com alguém para viajar, se você não gosta desse mundo, se esse mundo não faz parte da sua vida então o negócio de pet shop não é para você.

Não é porque ele vai crescer dois dígitos na crise ou mesmo durante a crise que você vai montar um negócio como esse.

As pessoas que tem cachorro, tem gato elas sabem quem gosta de cachorro e de gato e elas definitivamente não vão confiar no pet shop onde o dono do pet shop não tem afinidade, a chance de dar errado é muito grande.

2 – Colocar Alguém para Gerir o Teu Negócio

Então você deve estar pensando assim: “Se eu não tem essa afinidade eu vou colocar alguém que tenha para fazer gestão do meu negócio e fica tudo certo.”

Errado! Não fica nada certo, especialmente no início.

Não tô falando se você tem muito dinheiro e quer montar uma rede de lojas gigante, não tô falando com você nesse momento.

Se você é um grande investidor pode ser que dê certo sim colocar gente para gerir o teu negócio, mas se você é um pequeno investidor, acabou de perder o emprego e quer continuar procurando emprego mas tem um dinheiro da sua rescisão e quer montar um pet shop, dar pra sua irmã, pra sua esposa, pro seu amigo que gosta muito de pet pra tocar o teu negócio, não faça isso!

Não faça isso porque você não vai ter o pulso do negócio, especialmente se você foi funcionário a muito tempo, agora está desempregado e quer montar um negócio, esteja presente até você aprender no dia a dia, para as pessoas conhecerem você e sentirem confiança em deixar o ente querido da família deles com você

Então é importantíssimo não delegue, não deixe a sua loja na mão de alguém e vá fazer outra coisa.

Não faça isso! Pet Shop é muito importante que você esteja presente no dia a dia especialmente no início.

Não Copie o Seu Concorrente!

Não tente copiar a fórmula de sucesso de um pet shop que tá na sua região, na sua cidade, no seu bairro que já tá há mais tempo.

Esse Pet Shop ele já tem uma clientela formada ele já é formador de opinião. Ele já tem a confiança dos clientes dele, a sua forma de atender, a sua forma de ser.

Busque ser autêntico, genuíno. As pessoas que tem cachorro, gato quando elas forem em seu pet shop e já tiverem tido a experiência de ter ido no pet shop que você está tentando copiar, elas vão perceber claramente que você é uma cópia.

Então busque sua forma de atender, por isso que é importante você tá dentro da loja para que os seus funcionários entendam como você tá atendendo um cliente para repetir isso depois na hora que estiverem atendendo o cliente sozinho.

4 – Produtos para o Público Errado

Tem muita gente que faz bobagem na hora de fazer compras. Então veja lá o exemplo que eu dei, o cara tinha sua loja situada numa região de alto poder aquisitivo e só tinha produto barato para vender.

Óbvio que as pessoas que querem gastar e tem como fazer isso querem comprar uma ração super premium ou um brinquedo melhor, medicamento melhor e não íam na loja dele porque sabiam que lá não tinha.

Então não adianta. Se você não fizer uma pesquisa antes vai acabar investindo o seu dinheiro em produtos que não vendem e vai deixar de ter uma oportunidade grande de ter produtos que realmente vendem dentro de sua loja.

Dinheiro não aceita desaforo!

5 – Mau Atendimento aos Clientes

Tem muita gente que não cria a cultura do bom atendimento da sua loja. Então se você vai abrir uma loja e não atende bem o seu cliente, não atende com amor o seu cachorro, o gato, não sabe o nome dos clientes que mais frequentam a sua loja ou…

o nome do cachorro dele, o dia do aniversário, não trata pelo nome quando vai fazer o banho e tosa você está perdendo uma grande oportunidade de fazer um super relacionamento e de fidelizar esse cliente.

E se você não faz, o seu pet shop concorrente vai fazer e vai roubar o teu cliente!

Bom, é isso pessoal! Espero que tenham gostado das dicas.

Para complementar ainda mais as dicas de hoje, se você está pensando em começar o seu negócio de pet shop e viu que você tem afinidade com isso e quer mesmo levar adiante essa ideia, veja o artigo abaixo, e conheça o melhor curso de banho e tosa online do Brasil. 

O curso é ministrado pelo Groomer Samuel Castro, um dos maiores profissionais do país. 

Já certificou mais de 8 mil alunos ao longo de sua carreira. Além disso já venceu diversos torneios famosos do Brasil, como melhor do ano.

Não perca tempo e aproveite essa grande oportunidade!

Conheça agora o melhor treinamento e monte o seu próprio pet shop!

Como queimar gordura na barriga – 6 Dicas

como queimar gordura na barriga

Como queimar gordura na barriga não é só um problema porque pode parecer mal.

Na verdade, ter muita gordura na área abdominal está fortemente ligada a doenças como diabetes tipo 2 e doença cardíaca (1 fonte confiável).

Por esta razão, aprender como queimar gordura na barriga tem enormes benefícios para a sua saúde e pode ajudá-lo a viver mais tempo.

A gordura da barriga é geralmente estimada medindo a circunferência à volta da cintura. Isso pode ser facilmente feito em casa com uma simples medida de fita.

Qualquer coisa acima de 40 polegadas (102 cm) nos homens e 35 polegadas (88 cm) nas mulheres é conhecida como obesidade abdominal.

Se você tem um monte de excesso de gordura em torno de sua cintura, então você deve tomar alguns passos para se livrar dele, mesmo se você não é muito pesado em geral.

Felizmente, existem algumas estratégias comprovadas que foram mostradas para atingir a gordura na área do ventre mais do que outras áreas do corpo.

Aqui estão seis formas baseadas em provas de como queimar gordura na barriga.

Como queimar gordura na barriga

1. Não coma açúcar e evite bebidas açucaradas

O aditivo do açúcar não é saudável.

Estudos mostram que tem um efeito adverso claro na saúde metabólica.

O açúcar é semi-glicose, semi-frutose e a frutose só pode ser metabolizada pelo fígado em quantidades significativas.

Se você tomar um monte de açúcar, o fígado é sobrecarregado com frutose e é forçado a transformá-lo em gordura.

Muitos estudos têm mostrado que o excesso de açúcar, principalmente devido às grandes quantidades de frutose, pode levar a um aumento da acumulação de gordura no abdômen e fígado.

Alguns acreditam que este é o principal mecanismo para os efeitos nocivos do açúcar na saúde.

Aumenta a gordura abdominal e a gordura hepática, o que leva à resistência à insulina e a uma variedade de problemas metabólicos (6 fonte fidedigna).

O açúcar líquido é ainda pior a este respeito.

Calorias líquidas não são registradas pelo cérebro tanto quanto calorias sólidas, então se você beber bebidas açucaradas, comer mais calorias gerais.

Estudos mostram que as bebidas açucaradas estão associadas a um aumento de 60% do risco de obesidade em crianças para cada serviço diário.

Tome uma decisão para minimizar a quantidade de açúcar em sua dieta, e considere eliminar completamente as bebidas açucaradas.

Estas incluem bebidas açucaradas, limonadas contendo açúcar, sumos de fruta e várias bebidas desportivas com elevado teor de açúcar.

Note-se que nenhuma destas se aplica a frutos inteiros que são extremamente saudáveis e têm uma grande quantidade de fibras alimentares que mitigam os efeitos negativos da frutose.

A quantidade de frutose que obtém da fruta é insignificante comparada a uma dieta com açúcar refinado.

Se você quer cortar açúcar refinado de volta, você precisa ler rótulos. Mesmo os alimentos comercializados como alimentos saudáveis podem conter grandes quantidades de açúcar, pra quem quer aprender como queimar gordura na barriga é essencial.

2. Comer mais proteína é uma grande estratégia de longo prazo para reduzir a gordura abdominal

A proteína é o macronutriente mais importante quando se trata de perder peso.

Tem sido mostrado que ele reduz os desejos em 60%, o metabolismo em 80-100 calorias por dia 10 fonte confiável, 11 fonte confiável, 12 fonte confiável, 13 fonte confiável) aumenta e ajuda você a comer até 441 menos calorias por dia.

Se aprender como queimar gordura na barriga é seu objetivo, então a adição de proteínas é talvez a alteração mais eficaz que pode fazer à sua dieta.

Ele não só ajuda você queimar gordura na barriga, mas também ajuda você a ganhar peso se você alguma vez desistir de seus esforços de perda de peso.

Há também algumas evidências de que a proteína é particularmente eficaz contra a gordura abdominal.

Um estudo mostrou que a quantidade e qualidade da proteína consumida foi revertida com gordura no abdômen.

Ou seja, as pessoas que comiam mais e melhor proteína tinham muito menos gordura abdominal.

Outro estudo demonstrou que a proteína estava associada a um risco significativamente reduzido de aumento de gordura abdominal durante um período de 5 anos (16 anos).

Este estudo também mostrou que carboidratos refinados e óleos estavam associados a quantidades aumentadas de gordura abdominal, mas frutas e vegetais com quantidades reduzidas.

Muitos dos estudos que mostraram que a proteína era eficaz tinham proteína em 25-30% das calorias. É para isso que deves apontar.

Por isso, tente aumentar a sua ingestão de alimentos ricos em proteínas, tais como ovos inteiros, peixe, marisco, leguminosas, nozes, carne e produtos lácteos.

Dica bônus para como queimar gordura na barriga: considere cozinhar seus alimentos em óleo de coco.

Alguns estudos demonstraram que 30 mL (cerca de 2 colheres de sopa) de óleo de coco por dia reduz ligeiramente a gordura abdominal (17, 18 fonte fidedigna).

O que causa a insônia?

o que causa insônia

Sabemos que a insônia se tornou um problema comum nos dias de hoje em nossa sociedade, mas afinal, o que causa insônia? A insônia pode ser causada por condições psiquiátricas e médicas, hábitos de sono negativos, stress, substâncias específicas ou certos fatores biológicos.

Recentemente, pesquisadores começaram sobre a insônia como um problema do cérebro não parar de pensar acordado (seu cérebro tem um ciclo de sono e um ciclo de despertar.

Quando um é desligado sobre o outro a insônia pode ser um problema com uma parte deste ciclo: muito despertar ou muito pouca movimentação do sono).

É importante entender primeiro o que suas dificuldades de sono podem causar e de fato o que causa insônia.

Causas médicas da insônia

Existem muitas condições médicas (algumas leves e outras mais graves) que podem levar à insônia.

Em alguns casos, uma doença em si causa insônia, enquanto em outros casos os sintomas causam desconforto que pode tornar difícil para uma pessoa para dormir.

Exemplos de condições médicas que podem causar insônia são:

  • Alergias nasais / sinusais
  • Problemas gastrointestinais como refluxo
  • Problemas endócrinos tais como hipertiroidismo
  • Artrite
  • Asma
  • Doenças neurológicas como a doença de Parkinson

Medicamentos como para as alergias comuns ao frio e nasais, pressão arterial alta, doenças cardíacas, doença da tiroide, doenças relacionadas com a idade, controle de natalidade, asma e depressão também pode afetar no quesito o que causa insônia.

Além disso, a insônia pode ser um sintoma de distúrbios do sono subjacentes.

Por exemplo, a síndrome das pernas inquietas, uma condição neurológica em que uma pessoa tem uma sensação desagradável de ter de mover as suas pernas pode levar à insônia.

Os pacientes com síndrome das pernas inquietas geralmente têm sintomas piores na parte final do dia, em tempos de inatividade, e na transição do acordar para o sono, o que significa que adormecer e adormecer pode ser difícil.

Estima-se que 10% da população tenha síndrome das pernas inquietas.

A apneia do sono é outro distúrbio do sono associado à insônia.

Na apneia do sono, o trato respiratório de uma pessoa é parcial ou completamente obstruído durante o sono.

Resultando em quebras de respiração e uma queda de oxigênio.

Isso faz com que uma pessoa acorde brevemente, mas repetidamente durante a noite.

As pessoas com apneia do sono às vezes relatam o que causa insônia.

Se você regularmente tem distúrbios do sono, é uma boa ideia para verificar a sua saúde e pensar em o que causa insônia ou distúrbios do sono pode contribuir para os seus problemas de sono.

O que causa insônia e depressão

A insônia pode ser causada por doenças psiquiátricas como a depressão.

As lutas psicológicas podem dificultar o sono, a insônia em si pode causar mudanças de humor, e mudanças hormonais e fisiologia podem simultaneamente levar a problemas psiquiátricos e insônia.

Os problemas de sono podem ser um sintoma de depressão, e o risco de insônia grave é muito maior em pacientes com distúrbios depressivos graves.

Estudos sobre o que causa insônia mostram que a insônia também pode causar ou exacerbar depressão.

É importante saber que sintomas de depressão (podem ser associados como baixa energia, perda de interesse ou motivação, sentimentos de tristeza ou desesperança) e insônia, e você pode tornar o outro pior.

A boa notícia é que ambos são tratáveis, independentemente do que veio primeiro.

causas da insônia

Insônia e ansiedade

A maioria dos adultos teve problemas de sono porque eles se sentem ansiosos ou nervosos, mas para alguns é um padrão que interfere regularmente com o sono.

Os sintomas de ansiedade condiz com o que causa insônia e que podem levar esse problema de falta de sono são:

  • Tensão
  • Sempre preso em pensamentos sobre eventos passados
  • Preocupação excessiva com os acontecimentos futuros
  • Sentir-se oprimido pela responsabilidade
  • Uma sensação geral de aumento ou super-estimulação

Não é difícil perceber porque é que estes sintomas de ansiedade geral podem dificultar o sono e o que causa insonia.

A ansiedade pode ser associada com o início da insônia (distúrbios do sono) ou insônia de manutenção (acordar durante a noite e incapaz de voltar a dormir).

Em qualquer caso, o silêncio e a inação da noite muitas vezes traz pensamentos estressantes ou mesmo medos que mantêm uma pessoa acordada.

Se isso acontecer por muitas noites (ou muitos meses), você pode começar a sentir medo, medo ou pânico, apenas a perspectiva de não dormir o que causa insônia.

Assim, a ansiedade e o que causa insônia podem alimentar-se mutuamente e tornar-se um ciclo que deve ser interrompido pelo tratamento.

Existem técnicas cognitivas e corpo-mente ajudar as pessoas com ansiedade, dormir e práticas de sono saudável em geral podem melhorar o sono para muitas pessoas com ansiedade e insônia.

O que causa insônia e estilo de vida

A insônia pode ser despoletada ou imortalizada pelo teu comportamento e padrões de sono o que causa insônia.

Estilo de vida pouco saudável e hábitos de sono podem causar insônia por si só (sem problemas psiquiátricos ou médicos subjacentes), ou pode piorar a insônia por outro problema.

Exemplos de como certos estilos de vida e hábitos de sono podem levar à:

  • Trabalham em casa à noite. Isso pode fazer com que seja difícil relaxar, e também pode fazer você se sentir ocupado quando chega a hora de dormir o que causa insônia.
  • Você toma uma soneca (mesmo se você é curto) na parte da tarde.
  • Às vezes você dorme mais tarde para recuperar o sono perdido. Isso pode confundir o relógio do seu corpo e tornar difícil adormecer novamente na noite seguinte o que causa insônia.
  • São trabalhadores por turnos (isto é, trabalham irregularmente). Horas não tradicionais podem confundir o relógio do seu corpo.

Alguns casos de insônia começam com um episódio agudo, mas se tornam um problema de longo prazo.

Por exemplo, suponha que uma pessoa não pode dormir depois de más notícias por uma ou duas noites.

Neste caso, quando a pessoa começa a compensar hábitos de sono pouco saudáveis.

Como levantar-se no meio da noite para trabalhar ou beber álcool antes de ir para a cama, insônia pode continuar e possivelmente se tornar um problema mais grave.

Em vez de IR, o que causa insônia pode tornar-se crônica.

Portanto, é importante tratar a insônia em vez de torná-la a norma.

Quando o estilo de vida e hábitos de sono pouco saudáveis são a causa da insônia, existem técnicas cognitivas comportamentais e dicas de higiene do sono que podem ajudar.

Se tentou mudar o seu comportamento de sono e não funcionou, é importante levar isto a sério.

5 formas de evitar o Stress

evitar o stress

Demasiadas pessoas esperam até que o stress progrida demasiado antes de tomar medidas. Mas ao contrário de outras aflições, como abuso de álcool ou câncer, que só afetam certos indivíduos, o estresse afeta a todos nós, o estresse não é um “se”, mas um “quando”.”Portanto, faz sentido tomar medidas preventivas contra o stress.

A seguir estão uma série de métodos que você pode usar para evitar estresse no nível individual e organizacional. Devias escolher os que te parecem certos.

Tempo

Como executivo, sabes que nunca há horas suficientes no dia. De fluxos de E-mails a enchentes de pedidos de reunião, o seu tempo está sob ataque constante e pode causa insônia.

A gestão do tempo torna-se mais difícil à medida que as cargas de trabalho aumentam, mas é crucial para uma liderança eficaz e prevenção do stress.

O primeiro passo para entender como você é eficaz na gestão de tempo é fazer uma auditoria de tempo avaliando quanto tempo você gasta nas atividades que consomem seu dia.

Em seguida, listas de tarefas, aplicativos de calendário e software de rastreamento de tempo podem ajudá-lo a permanecer na tarefa e entender melhor a eficácia com que você está dividindo seu tempo.

Delegação

Os gerentes frequentemente lutam com a delegação.

Você gosta de delegar, ou isso lhe dá ansiedade? Uma delegação eficaz não impede apenas o stress e o esgotamento entre os líderes, mas também aumenta a capacidade da equipa.

Quando os líderes delegam o trabalho de forma pensativa, eles capacitam seus membros da equipe para assumir novas responsabilidades e expandir seus conjuntos de habilidades.

Uma delegação eficaz envolve cinco passos-chave:

1. Avaliar

Os líderes devem primeiro determinar se uma tarefa deve ser delegada.

Se é fundamental para o sucesso a longo prazo e missão crítica para a empresa, eles podem não querer delegá-lo.

Os líderes também devem avaliar se eles têm tempo suficiente para efetivamente delegar o trabalho.

Delegar não deve ser uma entrega rápida. Terão de passar tempo a treinar, a verificar o progresso e a comunicar constantemente.

2. Preparar

Os líderes devem mapear exatamente o que é necessário. Devem incluir informação clara e abrangente sobre o calendário, orçamento, etapas, frequência de comunicação e recursos.

3. Atribuir

Os líderes devem determinar que membros da equipe têm o conjunto de habilidades ou conhecimentos necessários para completar a tarefa.

Idealmente, deve ajudar os funcionários a crescer e expandir suas capacidades.

4. Confirmar compreensão e compromisso

Os líderes muitas vezes fazem falsas suposições sobre se os funcionários entendem o que lhes é pedido.

Eles devem confirmar a compreensão, pedindo aos seus funcionários para resumir o pedido e o que é necessário.

Os gestores também devem obter compromisso explícito de seus funcionários, que devem se comprometer com os resultados esperados, metas, requisitos de recursos e orçamento proposto.

5. Evitar a microgestão

Assim que os líderes entregarem o bastão, é fundamental evitar a micro-gestão.

Se um empregado chegar a um bloqueio, os líderes devem tratar isto como uma oportunidade de aprendizagem e não tomar as rédeas.

Um coaching eficaz ajudará os funcionários a entenderem onde erraram e a capacitá-los para serem bem sucedidos no futuro.

Se você luta com a delegação, considere bloquear o tempo de folga a cada dia para criar um plano de ação.

Com um planeamento cuidadoso, você e a sua equipa podem ter sucesso.

Uma vez que você começar a delegar efetivamente, sua equipe se atreverá a se apresentar mais vezes e mais vigorosamente.

Evitar a sobreutilização

Dás por ti a morder mais do que consegues mastigar? O excesso de compromisso é comum entre executivos e líderes, pois eles concordam em assumir tarefas sem considerar se eles têm largura de banda suficiente.

Mas à medida que os pedidos e as tarefas se acumulam uns nos outros e os prazos se aproximam, os líderes podem ficar sobrecarregados e estressados.

O excesso de compromisso pode ser incapacitante e levar a uma espécie de paralisia.

O antídoto mais eficaz contra o excesso de compromisso é ser firme e estabelecer limites. Você deve estar vigilante sobre proteger seu tempo e aprender a dizer “não.”

7 Esportes Mais Populares No Brasil

esportes mais populares do brasil

Não é muito difícil afirmar que o futebol ou o futsal, como os americanos lhe chamam, é o desporto mais popular do Brasil. No entanto, outras modalidades estão ganhando terreno e apoiadores. Descubra neste artigo quais são os principais esportes entre os brasileiros.

Há um ditado popular no Brasil que diz que cada criança sonha em se tornar um jogador de futebol profissional. Isso pode não ser inteiramente verdade, mas definitivamente diz muito sobre as preferências esportivas locais.

O futebol é uma paixão nacional, mas hoje em dia, para muitas pessoas, não é a única. Outros esportes estão se tornando cada vez mais populares por diferentes razões.

Não existe dúvidas de que a facilidade de ver e aprender qualquer coisa hoje em dia é um fator importante, porque as emissoras hoje em dia estão exibindo competições internacionais de diversas modalidades, e devido aos Serviços de transmissão ao vivo.

Infelizmente, o Brasil não possui números atualizados ou um ranking confiável que possa medir claramente os esportes mais populares do país.

Os dados mais recentes são de 2006, muitos esportes como as artes marciais, ganharam maior importância depois este período.

Uma vez que não é possível quantificar com precisão o número de praticantes de cada esporte, a lista abaixo introduzirá os que são mais comumente observados também. Embora não forneça uma noção exata, traz uma visão completa da relação atual entre brasileiros e esportes.

1. Futebol

O futebol é o desporto favorito do Brasil, ponto final. De acordo com a FIFA (Federação internacional De Football Association), há 13,2 milhões de jogadores de futebol no Brasil, não considerando aqueles que o praticam apenas por Diversão.

O Brasil é conhecido como o país de alguns dos jogadores mais talentosos do mundo, e é a única equipe nacional que ganhou cinco títulos da Copa Do Mundo FIFA.

Além disso, os jogos de futebol ocupam o horário nobre de alguns dos principais canais de TV do Brasil, e a cada quatro anos, quando acontece a Copa Do Mundo FIFA, a maioria dos brasileiros pode trabalhar em a tempo parcial, ou não trabalhar de todo, quando a seleção joga.

2. Voleibol

Nenhum outro esporte pode igualar a popularidade do futebol, mas o voleibol é provavelmente o que se aproxima. Não só é o esporte mais praticado por meninas jovens no país, mas também é um dos poucos esportes difundidos regularmente por estações de televisão livres para ar.

Quando o Atlas Do Esporte Brasileiro, o documento de pesquisa sobre a prática de esportes no Brasil, foi lançado em 2006, havia 15,3 milhões de praticantes no país, contando tanto profissionais quanto amadores. As entidades responsáveis por este esporte acreditam que este número cresceu desde então.

3. Natação

Não é difícil entender por que a natação é popular em um país que tem uma costa com mais de 7.000 km. Geralmente, a grande maioria das pessoas não assistem muito as competições de natação, exceto quando os Jogos Olímpicos ou Pan Americanos estão acontecendo, mas o número de nadadores no Brasil é muito grande: a maioria deles aprende a nadar quando são jovens.

4. Atletismo

O atletismo não é um único esporte, mas um grupo deles, o que ajuda a torná-lo popular. Mas diferentes modalidades relacionadas com Correr e saltar são incentivadas por professores em muitas escolas públicas, embora os concorrentes queixem-se da falta de investimento dos competidores profissionais pelo governo.

5. Futsal e futebol de Praia

Tanto o Futsal quanto o futebol de Praia, conhecido como Futebol de Areia, são variações do esporte mais popular do país, e foram criados no Brasil. É muito popular entre os jovens estudantes, uma vez que é mais fácil encontrar um campo indoor do que um campo de futebol disponível.

O segundo é a versão de futebol jogado em um campo de areia. A abundância de praias também explica a popularidade deste esporte.

6. Judo

Mesmo que o judô não seja tão exaltado hoje em dia como outros esportes similares no Brasil, é considerado a arte marcial mais praticada no país. O Atlas do Esporte Brasileiro de 2006 afirma que mais de 2 milhões de pessoas praticam judô, que foi originalmente inventado no Japão. Crianças e jovens são responsáveis por uma grande parte do número de praticantes.

7. Capoeira

Embora a Capoeira seja reconhecida como um esporte, alguns afirmam que é mais semelhante a uma dança ou apenas a uma expressão cultural. Foi criado como uma derivação de danças e rituais desenvolvidos por escravos africanos durante o período colonial do Brasil.

Hoje em dia, as pessoas de várias idades e classes econômicas praticam a Capoeira, visto que ela é vista como uma atividade benéfica, uma vez que melhora o reflexo, a circulação e a coordenação motora. Quando o Atlas Do Esporte Brasileiro, o documento que pesquisou a prática de esportes no Brasil, foi lançado em 2006, havia 6 milhões de praticantes no país.

Como evitar doenças relacionadas com a idade

como evitar doenças relacionadas com a idade

As doenças na vida posterior podem parecer inevitáveis, mas na verdade há muitas maneiras de manter o seu corpo saudável por mais tempo. Cherrill Hicks explica como aumentar suas chances de uma velhice saudável.

O artigo abaixo tem a fórmula para trás para calcular onde você cai no índice de massa corporal. Devíamos ter dito: multiplicai por si a vossa estatura. Pegue o seu peso (em quilogramas), e divida-o pela figura de altura que você trabalhou. Qualquer coisa entre 18 e 25 é considerado um resultado saudável.

Qual é a melhor maneira de nos protegermos da doença à medida que envelhecemos? Embora não haja nada que possamos fazer em relação a alguns fatores, como os genes que herdamos dos nossos pais, há medidas que podemos tomar para minimizar o risco de uma velhice dolorosa e deficiente.

Olhamos para cinco doenças e doenças relacionadas com a idade e explicamos como reduzir as chances de desenvolvimento. Como você verá, muitas das mesmas estratégias preventivas-não fumar, comer e beber de forma saudável, exercitar e observar o seu peso, oferecem proteção contra uma série de condições de saúde graves.

Câncer

A investigação mostra agora que metade de todos os câncer podem ser evitados por mudanças no estilo de vida.

Parar de fumar

Não só causa cancro do pulmão, como também aumenta o risco de câncer da boca, do estômago e do colo do útero. Cachimbos, charutos, enrolamentos e cigarros de baixo alcatrão não são alternativas mais saudáveis. O fumo em segunda mão também é um fator de risco: evitar viver numa atmosfera fumegante.

Beber menos álcool

É um fator de risco para sete cancros e um estudo recente mostrou que mesmo um copo de vinho Diário aumenta a chance de uma mulher de câncer de mama.

Quanto menos você beber bebidas alcoólicas, menos risco: um máximo de dois copos de vinho por dia para as mulheres e de três a quatro copos para os homens é recomendado pela Câncer. Uma unidade é meio copo de vinho padrão (175 ml), meio litro de cerveja padrão ou uma medida de aguardente.

Coma uma dieta saudável

Ele deve incluir cinco porções diárias de frutas e vegetais (pensado para reduzir o risco de vários tipos de câncer), a abundância de pão integral e cereais (reduz o risco de câncer de intestino), e apenas uma pequena quantidade de gordura saturada (ligados ao câncer de mama).

Coma menos carne vermelha e processada (um fator de risco para o câncer do intestino e possivelmente do estômago) e reduza o consumo de conservas com alto teor de sal (podem aumentar o risco de cancro do estômago). Mantenha-se afastado dos suplementos vitamínicos: pesquisas recentes mostraram que eles não protegem contra a doença.

Manter um peso saudável

Pode reduzir o risco de câncer. Você pode descobrir se o seu peso é saudável para a sua altura usando o índice de Massa Corporal (IMC): multiplicar a sua altura por si mesmo (em metros) e, em seguida, dividir pelo seu peso (em quilogramas). Qualquer coisa entre 18 e 25 é saudável.

Exercício regular

Pensa-se que reduz o risco de câncer do intestino e da mama. Apenas 30 minutos de atividade moderada por dia, pelo menos cinco dias por semana, é suficiente. Qualquer exercício serve, desde que o deixe ligeiramente quente e sem fôlego. Dividam-na em sessões de 10 minutos, se vos convier.

Participar nos programas nacionais de rastreio

Para o câncer da mama e do intestino (o último ainda está a ser lançado). O rastreio pode detectar alterações pré-cancerígenas, bem como cancro em fase precoce. A idade que lhe será oferecida depende de onde vive no Brasil, mas quando é elegível deve receber um convite.

Fale com o seu médico de família

Se estás preocupado com um historial familiar de câncer. Você pode se qualificar para triagem especial e encaminhamento para um centro de genética.

Se você é uma mulher, tenha em mente que a TSH aumenta o risco de câncer de mama, assim como a pílula contraceptiva (embora o risco volte ao normal dez anos após você parar de usar a pílula). Ter filhos, especialmente no início da vida, reduz o risco de cancro da mama, assim como a amamentação; quanto mais tempo amamentar, maior a proteção.

6 dicas para preparar a pele antes de fazer uma tatuagem

Nesse artigo separei 6 dicas para preparar a pele antes de fazer uma tatuagem, a tatuagem é uma forma de expressão presente desde o início da humanidade. Atualmente é fácil encontrar alguém com alguma tatuagem na pele. Muitas chegam ser uma obra de arte. Mas antes de fazer uma tatuagem, são necessários alguns cuidados especiais com a pele, para obter aquele resultado final incrível que todo tatuador espera, é importante, por exemplo, dar atenção a uma boa hidratação, evitar tomar sol na região da tatuagem e depilar os pelos do local.

Cuidados com a higiene também são necessários para evitar o contágio de doenças como hepatite B e AIDS. Para isso, é necessário escolher bem o estúdio onde a tatuagem será realizada, conhecer bem o trabalho do tatuador e conferir se os materiais utilizados são autorizados pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Veja também nosso artigo sobre o guia final para se tornar um tatuador.

dicas para preparar a pele antes de fazer uma tatuagem

1- Cuidados antes de fazer a tatuagem

Antes de fazer uma tatuagem é preciso preparar a pele. Ela deve estar limpa, bem hidratada e saudável. “Use um hidratante a base de ureia duas vezes por dia na região que receberá a tatuagem, fazendo dessa forma a pele ganha mais tonicidade. Observe se há pelos na região, eles precisão ser removidos. O ideal é fazer uma depilação dois dias antes da tatuagem para evitar a inflamação dos pelos”.

É recomendado também observar se o tatuador lavou as mãos com água, sabonete e álcool antes de iniciar o procedimento. A área da pele onde será feita a tatuagem também deve ser bem lavada e aplicado o álcool.

2- Escolha bem o estúdio de tatuagem

Fazer uma boa pesquisa antes de escolher o estúdio de tatuagem é necessário. Peça informações de amigos e procure informações sobre o local, para saber o que outros clientes dizer sobre ele. É importante saber se o estúdio possui alvará de funcionamento.

Faça visitas no estúdio e busque saber se o profissional usa materiais descartáveis e autorizados pela ANVISA. Exija sempre que o tatuador abra as embalagens de agulhas na sua frente. Agulhas reutilizadas podem transmitir doenças viais, como as hepatites B e C e o vírus HIV. observe também se o tatuador usa luvas durante o procedimento.

3- Remova os pelos

O procedimento da tatuagem é minucioso e exige muitos cuidados. Qualquer obstrução na área onde sera feito a tatuagem pode atrapalhar o resultado final. Uma preparação importante é remover todos os pelos da região a ser tatuada com pelo menos dois dias de antecedência, evitando a inflamação dos poros.

Caso vá depilar a sua pele com sera quente, é importante fazer isso com duas semanas de antecedência. Assim, haverá tempo suficiente para a pele se regenerar.

4- Evite insolação

Para que você possa fazer sua tatuagem com segurança, o ideal é que sua pele esteja saudável. Ou seja, ela precisa esta o mais natural possível.

Peles que sofrem com constante radiação solar acabam criando uma especie de espessamento em sua camada mais externa, principalmente se não recebem protetor solar e nos cuidados no pós- insolação. Esse espessamento, que é uma “capa de gordura” produzida pelo próprio corpo, vai interferir na inserção da agulha na pele do tatuado.

A pele queimada de sol também pode descascar em excesso e levar parte da pigmentação da tatuagem, durante o procedimento de cicatrização, além de dificultar que o tatuador veja as cores da maneira correta na pele.

O aconselhado é evitar tomar sol na parque que será feita a tatuagem durante pelo menos 15 dias de antecedência a sessão da tatuagem. E não basta apenas evitar ir a praia. A todo momento somos bombardeados com os raios solares, principalmente no período de verão.

5- Hidrate a pele

pele tatuada

Os cuidados que temos com a nossa pele antes da tatuagem vão interferir diretamente no resultado final. Então, é extremamente importante que a área onde a tatuagem será feita esteja hidratado. O recomentado é que o hidratante especifico para tatuagem seja utilizado diariamente pelo menos uma semana antes do procedimento.

O hidratante deixará sua pele mais macia, além de facilitar a aplicação da tinta e colaborar para que o procedimento da tatuagem seja menos agressivo. Além disso, no dia de realizar a tatuagem, a pele deve esta limpa, sem ter nenhum tipo de produto que não seja o hidratante especifico para tatuagem.

Na véspera e no dia da sua sessão, beba bastante água. O corpo hidratado deixará a pele em melhores condições para ser tatuada.

6- Evite arrependimento

Na grande maioria das vezes, a tatuagem é usada por adolescentes que, ainda muito inexperientes, tomam essa decisão sem pensar na carreira profissional e nas consequências estéticas durante a velhice. Inúmeras pesquisas indicam que mais da metade das pessoas que fazem tatuagem querem remove-las posteriormente. Quando uma pessoa decide fazer uma tatuagem, deve pensar na possibilidade de não gostar da imagem ou de enjoar dela com os anos, já que é muito difícil remover as tatuagens.

Segundo o médico Luiz Enrique Paschoal, dermatologista membro da região paulista da Sociedade Brasileira de Dermatologia, “toda pode ser removida, mas, os pigmentos claros são mais difíceis, o que pode resultar em cicatrizes ou na permanência de pigmento. As intervenções possíveis pode afetar a pele originando os problemas que deixam as marcas após a retirada.

Como se tornar tatuador: O Guia final para se tornar tatuador em 2019

Tatuagem

Uma carreira como tatuador pode proporcionar uma vida de trabalho gratificante e serviço, esse artigo será um guia de como se tornar um tatuador.

A Tatuagem decoram o corpo humano e servem como memorial, declaração de crença e obra de arte.

Por onde você começa? Quanto custa isso? Quanto tempo leva? Se tornar um tatuador é um empreendimento altamente competitivo.

É crucial que você escolha um método de estudo em que você aprenda não apenas como se tornar um tatuador, mas também sobre segurança para você e seus clientes.

Afiar seus talentos únicos e criar um estilo individual é importante para o sucesso. Em nosso guia para iniciantes, cobrimos todas as bases sobre como se tornar um tatuador de sucesso.

Como se tornar tatuador: aprenda a tatuar

Aprender a tatuar é um compromisso de tempo de seis meses a dois anos, embora um tatuador dedicado passe toda a sua carreira evoluindo suas habilidades.

A dedicação é a chave para o sucesso.

As pessoas que consideram o trabalho com tatuagem já devem ter uma habilidade artística ou a capacidade de desenhar.

Muitas pessoas que buscam educação como tatuadores fizeram algum curso de tatuagem, o que deve ser o primeiro passo. A paixão por esboçar e desenhar é uma obrigação.

Portanto, a maioria das pessoas aprende como se tornar um tatuador, adquirindo um aprendizado com um tatuador de sucesso.

Para garantir um aprendizado, você deve criar um portfólio de esboços e desenhos que mostrem sua habilidade artística.

A melhor maneira de criar um bom portfólio é praticar. Seja dedicado.

Pratique mais do que deveria. Seu portfólio está pronto quando você tem entre 50 e 200 bons esboços.

Certifique-se de que esses esboços representam seu melhor trabalho.

Muitas pessoas que querem ser tatuadores fazem cursos de tatuagem específico para iniciantes.

Considere fazer cursos com um bom profissional que pode ser encontrado facilmente em cursos online para ampliar suas habilidades artísticas.

Um amplo conhecimento da história da arte será útil quando você estiver trabalhando com um cliente para desenhar uma nova tatuagem.

O aprendizado vai ocupar um pouco do seu tempo, então você precisará ter dinheiro para viver enquanto estiver estudando.

O custo de um aprendizado varia de mentor para mentor, mas planeja gastar R$500 a R$1.000 em seu aprendizado é um bom começo.

Como aprendiz, você aprenderá sobre agulhas, esterilizar equipamentos, obter um certificado de patógeno transmitido pelo sangue e aprender a usar uma máquina de tatuagem.

Aprendizes geralmente atuam como assistentes do artista que estão estudando.

Eles podem executar tarefas, limpar e concluir outras tarefas conforme necessário.

Não espere começar a tatuar imediatamente. Você estará aprendendo como se tornar tatuador a partir do zero.

Muitos tatuadores oferecem estágios. É importante entender o que o mentor irá lhe fornecer enquanto estiver treinando com ele.

A maioria das pessoas descreve seus deveres e responsabilidades com um contrato.

Se você está considerando um aprendizado, você deve entender e concordar com todos os detalhes feitos no contrato antes de assiná-lo da tatuagem.

Tanto o papel do mentor como do aprendiz devem ser claramente definidos.

Selecionar um mentor é uma tarefa que deve ser levada a sério. Escolha alguém cujo trabalho você admira.

Você estará investindo muito tempo e dinheiro com essa pessoa. Escolha alguém com quem você se dá bem.

Seu mentor lhe ensinará os detalhes do negócio da tatuagem.

Certifique-se de estar trabalhando com alguém que tenha sólidas habilidades de gerenciamento de negócios.

tatuador iniciante

Segurança

Como artista corporal, você estará trabalhando com sangue. A segurança para você e seus clientes é uma preocupação primordial.

Enquanto você está procurando um aprendizado, verifique se todas as suas vacinas estão atualizadas.

Se você não recebeu uma vacina contra hepatite, faça isso.

Esta vacinação requer três tiros para ser entregue ao longo de vários meses, então comece agora.

Como tatuador, você pode esperar ser exposto a infecções que podem ser transferidas pelo contato com o sangue da tatuagem.

Essas infecções incluem Hepatite B, Hepatite C e HIV.

Para a proteção do cliente e do self, os tatuadores normalmente precisam ter um certificado de patógenos transmitidos pelo sangue.

Este certificado é obtido através de um curso de formação e teste, geralmente através da internet.

Se este certificado não for necessário em sua área, certifique-se de que seu aprendizado cobre o treinamento sobre como lidar com patógenos transmitidos pelo sangue.

Além do treinamento de patógenos transmitidos pelo sangue, os tatuadores devem aprender como manter seu ambiente de trabalho seguro e estéril.

Os mentores devem treinar tatuadores sobre esse assunto, mas aqui estão algumas dicas para mantê-lo seguro:

  • Lave as mãos com sabonete antibacteriano antes e depois de cada tatuagem.
  • Use luvas de látex.
  • Use agulhas e tubos individuais e selados para cada cliente.
  • Sanitize seu espaço de trabalho entre tatuagens.
  • Descarte as agulhas, tubos e outros equipamentos de maneira medicamente aprovada.

Como se tornar tatuador: Equipamento de tatuagem

Quando você treina para se tornar um tatuador, você vai aprender a usar uma máquina de tatuagem, agulha de tatuagem, apertos de tatuagem, conjuntos de cores de tatuagem e uma autoclave esterilizante.

Uma máquina de tatuagem é o dispositivo usado para desenhar a tatuagem na pele.

Este equipamento é fácil de usar e requer uma mão firme.

Antes de usar a máquina de tatuagem na pele, você vai praticar o uso da arma em frutas ou outros materiais macios e carnudos.

Máquinas de tatuagem também são chamadas de armas de tatuagem ou ferros de tatuagem.

Uma agulha de tatuagem é redonda ou plana. Agulhas redondas são usadas para delinear e agulhas planas são usadas para sombreamento.

Uma agulha de tatuagem é na verdade várias agulhas individuais e é muito diferente de uma agulha padrão.

Ao usar uma agulha em um cliente, certifique-se de abrir o pacote esterilizado na frente deles.

Agulhas de tatuagem são feitas de materiais variados. Peça ao seu mentor para explicar o tipo que ele usa e por quê.

Apertos de tatuagem anexar à máquina de tatuagem. Eles vêm em diferentes estilos e materiais.

Experimentar com diferentes apertos e descobrir qual deles funciona para você.

Conjuntos de cores de tatuagem são a tinta que é colocada na pele. Seu mentor deve usar uma empresa bem conhecida e com boa reputação.

Os salões de tatuagem normalmente usam autoclaves para esterilizar todos os equipamentos que não são descartáveis.

As autoclaves usam uma combinação de pressão e calor para higienizar o equipamento.

Eles são fáceis de usar. Seu mentor deve explicar o que acontece na autoclave e como ela funciona.

Riscos para você e seus clientes

Durante seu aprendizado, você deve aprender como proteger você e seus clientes dos riscos associados à tatuagem.

O maior risco para si e para os outros é contrair um patógeno transmitido pelo sangue. Usando equipamentos estéreis, luvas e métodos adequados de descarte mantêm todos seguros.

Limpar suas mãos e área de trabalho entre as tatuagens é uma obrigação.

Um segundo risco para você e seus clientes é que um cliente está insatisfeito com sua tatuagem. A tatuagem é permanente.

Durante seu aprendizado, é importante que você aprenda a se comunicar efetivamente com seu cliente. Seu cliente é um exemplo vivo e comovente de seu trabalho artístico.

Você deve fazer o seu melhor para ter certeza de que eles estão felizes e prontos para encaminhar seu trabalho para seus amigos.

Seu mentor deve ensinar-lhe seu método de trabalhar com clientes.

Muitas vezes, os clientes têm uma ideia do tipo de tatuagem que gostariam e é seu trabalho levar essa ideia do abstrato para o concreto.

Desenvolva sua habilidade e estilo

Como um aprendiz, você deverá dar 100 tatuagens gratuitas antes que você possa se tornar um artista fazendo dinheiro.

Você vai comprar os suprimentos para essas tatuagens e seus primeiros clientes podem ser suas melhores fontes de referência.

Deixe seus amigos e familiares saberem que você estará oferecendo tatuagens gratuitas como parte de seu treinamento.

Tente praticar em diferentes cores de pele, tipos de pele e áreas do corpo. Tire fotos de cada tatuagem que você tinta. Crie um portfólio dessas fotos.

A maioria dos clientes vai querer ver um portfólio de seu trabalho concluído antes de contratá-lo.

Estude diferentes estilos de tatuagens. Observe as técnicas de diferentes tatuadores.

Saiba quais estilos são populares em rede com profissionais da indústria. Depois que você perceber que analisou um amplo espectro de estilos, comece a aprimorar o seu próprio estilo.

Os tatuadores vão de bom a ótimo quando mostram ao mundo algo novo.

Como um artista iniciante, existem várias coisas que você pode fazer agora para desenvolver suas habilidades.

Desenhe diariamente para construir seu portfólio. Faça cursos de arte bidimensional e história da arte.

Comece a trabalhar em rede com profissionais de tatuagem.

Pergunte aos tatuadores como eles começaram, o que eles fizeram certo e o que fariam de diferente.

Descoberta do fogo trouxe evolução e vantagens, mas deixou algo queimando

Descoberta do fogo

Quando os primeiros humanos descobriram como fazer Fogo, a vida se tornou muito mais fácil em vários aspectos. Eles se reuniam em torno das fogueiras para se aquecer, conseguir luz e proteção. Usavam o fogo para cozinhar, o que lhes deu mais calorias do que comer alimentos crus difíceis de mastigar e digerir. Podiam socializar noite adentro, o que possivelmente deu origem ao hábito de contar histórias e outras tradições culturais.

Mas também houve desvantagens. Algumas vezes, a fumaça queimava seus olhos e seus pulmões. A comida era provavelmente um pouco carbonizada, o que pode ter aumentado o risco de terem desenvolvido alguns cânceres. Com todos reunidos em um só lugar, as doenças também podem ter sido transmitidas com mais facilidade.

Grande parte das pesquisas foca em como o fogo ofereceu uma vantagem evolutiva para os primeiros humanos. Os subprodutos negativos que vieram com a descoberta e as maneiras como os humanos se adaptaram ou não a eles não foram tão investigados.

Em outras palavras, como os efeitos prejudiciais do fogo moldaram nossa evolução? É uma questão que está começando a atrair mais atenção.

Reprodução

“Eu diria que ainda é uma conversa informal neste momento”, afirma Richard Wrangham, professor de Antropologia Biológica da Universidade Harvard e autor de “Catching Fire: How Cooking Made Us Human” (Pegando Fogo: como cozinhar nos tornou humanos). Seu trabalho sugere que cozinhar levou a mudanças vantajosas na biologia humana, como cérebros maiores.

Agora, dois estudos novos propõem teorias sobre como as consequências negativas do fogo podem ter moldado a evolução e o desenvolvimento humanos.

No primeiro, publicado em setembro, cientistas identificaram uma mutação genética nos humanos modernos que permite que algumas toxinas, incluindo aquelas encontradas na fumaça, sejam metabolizadas em um nível seguro. A mesma sequência genética não foi encontrada em outros primatas, incluindo hominídeos antigos como os Neandertais e os de Denisova.

Os pesquisadores acreditam que as mutações surgiram como resposta à aspiração de toxinas da fumaça que podem aumentar os riscos de infecções respiratórias, debilitar o sistema imunológico e perturbar o sistema reprodutivo.

Seria uma vantagem evolutiva?

  É possível que o fato de possuir essa mutação tenha dado aos homens modernos uma vantagem evolutiva sobre os Neandertais, embora por enquanto ainda seja especulação, diz Gary Perdew, professor de toxicologia da Universidade Estadual da Pensilvânia e autor do estudo. Mas se a especulação estiver correta, a mutação pode ter sido o motivo de os humanos modernos estarem habituados aos efeitos adversos do fogo o que não ocorre com outras espécies.

Thomas Henle, professor de Química da Universidade de Tecnologia de Dresden, na Alemanha, que não participou do estudo, questiona se os humanos também desenvolveram mutações genéticas únicas para lidar melhor, ou até tirar vantagens, dos subprodutos do fogo na comida.

Em 2011, seu grupo de pesquisa mostrou que as moléculas marrons que surgem com a torrefação do café têm o poder de inibir enzimas produzidas por células tumorais, o que é capaz de explicar por que as pessoas que tomam café podem ter menos riscos de sofrer de certos cânceres.

Outra pesquisa sugere que esses subprodutos da queima podem estimular o crescimento de micróbios úteis no intestino.

A mutação genética capaz de ajudar os humanos a tolerar as toxinas da fumaça talvez seja apenas uma de várias adaptações, diz Henle. “Tenho certeza de que há outros mecanismos específicos dos humanos, ou mutações, que ocorreram por causa da adaptação evolutiva para comer alimentos tratados com fogo.”

Em volta do fogo

 Entender como os humanos podem ter se adaptado de maneira única aos riscos da exposição ao fogo talvez tenha implicações em como os cientistas pensam sobre pesquisa médica, explica Wrangham. Outros animais não se desenvolveram em volta do fogo, por exemplo, e talvez não sejam os melhores modelos para estudar como processamos alimentos ou nos desintoxicamos de substâncias.

Um exemplo, segundo ele, é o estudo da acrilamida, um composto que se forma nos alimentos durante a fritura, o cozimento no forno e outros em alta temperatura. Quando dada a animais de laboratório em altas doses, demonstrou-se que a acrilamida causa câncer. Mas até agora a maioria dos estudos em humanos falharam na hora de provar uma ligação alimentar entre a acrilamida e a doença.

“As pessoas ficam ‘querendo’ encontrar um problema para os humanos”, diz Wrangham, mas “não há nada tão óbvio”.

Os humanos, no entanto, talvez não tenham conseguido se ajustar a todos os perigos do fogo. O segundo estudo, publicado na semana passada no Proceedings of the National Academy of Sciences, indica que com os efeitos vantajosos do fogo para as sociedades humanas também ocorreram novos danos profundos. A pesquisa especula que o uso precoce do fogo pode ter ajudado a espalhar a tuberculose por trazer as pessoas mais próximas, prejudicar seus pulmões e fazer com que tossissem.

Com modelos matemáticos, Rebeca Chisholm e Mark Tanaka, biólogos da Universidade de Nova Gales do Sul, na Austrália, simularam como bactérias antigas do solo podem ter evoluído para se tornar agentes infecciosas de tuberculose. Sem o fogo, a probabilidade era pequena. Mas quando os pesquisadores adicionaram o fogo ao modelo, a possibilidade do surgimento da tuberculose aumentou muito.

Estima-se que a tuberculose já matou mais de um bilhão de pessoas, sendo possivelmente responsável por mais mortes do que as guerras e as fomes combinadas. Hoje, permanece uma das doenças infecciosas mais mortais, ceifando um número estimado de 1,5 milhões de vidas por ano.

Humanos

Muitos especialistas acreditam que a tuberculose surgiu pelo menos 70 mil anos atrás. Na época, os humanos muito provavelmente já controlavam o fogo. (As estimativas de quando os humanos começaram a usar o fogo regularmente variam muito, mas o consenso é que foi há pelo menos 400 mil anos.)

“Percebemos que a descoberta de como controlar o fogo pode ter causado uma mudança significativa em como os humanos interagiam entre eles e com o ambiente”, e esses são fatores conhecidos por causar o surgimento de doenças infecciosas, explica Rebecca Chisholm.

Ela e Tanaka acreditam que o fogo pode ter ajudado a espalhar outras doenças transmitidas pelo ar, não apenas a tuberculose. “O fogo, como uma vantagem tecnológica, foi uma faca de dois gumes”, diz Tanaka.

Consequências culturais negativas também surgiram com o fogo – e continuam a deixar uma marca. Os antropólogos especulam que respirar fumaça levou à descoberta do hábito de fumar. Há tempos os humanos usam o fogo para modificar o ambiente e queimar carbono, prática que agora nos coloca frente a frente com as mudanças climáticas. Ele é inclusive conectado com a ascensão do patriarcado – por permitir que os homens fossem caçar enquanto as mulheres ficavam em casa para cozinhar, o que gerou as normas que existem até hoje.

Investigar como os efeitos prejudiciais do fogo moldaram a história e a evolução humana pode proporcionar uma visão mais rica do relacionamento entre a cultura e a biologia. Os humanos se desenvolveram biologicamente para se proteger dos riscos à saúde de respirar a fumaça? Isso nos ajudou a iniciar a prática de fumar? Existem várias outras possibilidades.

“É um ciclo de retroalimentação fascinante”, afirma Caitlin Pepperell, professora da Universidade de Wisconsin-Madison que estuda a evolução das doenças humanas. “Espero que esses estudos nos estimulem a pensar mais sobre o fogo e nos levem a explorar diferentes direções.”